PESQUISAR

A mentira contra a mentira

REF.:0010080000281

Em Stock
48H

12,50 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: A mentira contra a mentira
Autor: Santo Agostinho
Coleção: Instrumentos Pastorais
Ano de edição ou reimpressão: 2018
Editora: Paulinas
Idioma: Português
Dimensões: 142 x 210 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 168
Peso: 248g
ISBN: 9789896736439

Sinopse

O opúsculo A mentira foi escrito em 395, pouco antes de Agostinho suceder a Valério na Diocese de Hipona e num momento em que o Santo inicia uma revisão da sua vida passada que se consubstanciará nas Confissões (escritas entre 397 e 400).

Nele Agostinho aborda «confusamente» – como ele mesmo refere – o tema da mentira, pelo que chegou a mandar destruí-lo em duas ocasiões. O opúsculo Contra a mentira, por seu turno, foi redigido vinte e cinco anos mais tarde, em 420, reagindo contra alguns católicos a quem parecia bem usar da simulação para se infiltrarem em meios priscilianistas e os denunciarem.

Agostinho opõe-se claramente a essa atitude e manifesta-se contra toda a espécie de mentira.

Sobre o autor

Santo Agostinho (Aurelius Augustinus) nasceu em 354 em Tagasto, no norte de África. A mãe, católica fervorosa, transmitiu ao filho a sua fé ardente. Africano pela raça mas romano pela cultura, foi escritor, filósofo, teólogo e bispo.

Converteu-se ao Catolicismo sob influência de Santo Ambrósio, Bispo de Milão. Foi ordenado sacerdote em Hipona, no norte de África, e eleito bispo coadjutor de Hipona e pouco depois bispo titular.

Escreveu tratados filosóficos, teológicos, comentários de livros da Bíblia, sermões e cartas. As Confissões são geralmente consideradas a primeira autobiografia. Morreu a 28 de agosto de 430, em Hipona.

Também pode gostar…