PESQUISAR

Uma história da leitura

REF.:0010010000830

Em Stock
Entrega no dia útil seguinte!

24,90 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Uma história da leitura
Autor: Alberto Manguel
Ano de edição ou reimpressão: 2020
Editora: Tinta da China
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 218 x 30 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 400
Peso: 636g
ISBN: 9789896715885

Sinopse

Há sempre um momento, mesmo que difuso, em que cada um de nós olha para a página de um livro e começa a entender o que está lá escrito. Esse momento fundador, que equivale à abertura de um imenso universo de possibilidades, transforma-nos naquela entidade sem a qual os livros seriam apenas objectos sem significado – um leitor. De tábuas de barro ao papel, de códigos complexos a um simples scroll down, cada leitor entra, com a sua perspectiva própria, numa cadeia com mais de seis mil anos.

A leitura é uma imensa experiência que Alberto Manguel, ensaísta conceituado e bibliófilo apaixonado, apresenta aqui desde tempos antigos, em que um grão-vizir da Pérsia carregava a sua biblioteca para todo o lado em quatro camelos, até aos dias de hoje, mostrando como a leitura pode ser sedução, rebelião, obsessão, alegria, liberdade e muito mais.

Sobre o autor

Alberto Manguel (1948, Buenos Aires) cresceu em Telavive e na Argentina. Aos 16 anos, trabalhava na livraria Pygmalion, em Buenos Aires, quando Jorge Luis Borges lhe pediu que lesse para ele em sua casa. Foi leitor de Borges entre 1964 e 1968. Em 1968, mudou ­se para a Europa. Viveu em Espanha, França, Itália e Inglaterra, ganhando a vida como leitor e tradutor para várias editoras. Editou cerca de uma dezena de antologias de contos sobre temas tão díspares como o fantástico ou a literatura erótica.

É ensaísta, romancista premiado e autor de vários best-sellers internacionais, como Dicionário de Lugares Imaginários, Uma História da Curiosidade, A Biblioteca à Noite, Embalando a Minha Biblioteca e Com Borges (Tinta­da­china, 2013, 2015, 2016, 2018 e 2020, respetivamente). Foi diretor da Biblioteca Nacional da Argentina entre 2016 e 2018. Foi galardoado com o Prémio Formentor das Letras em 2017. Atualmente, vive em Lisboa, onde vai fundar a Biblioteca e um Centro de Estudos da História da Leitura.

Back to Top